Saint Walpurga e a Noite das bruxas

0_fca49_1a0f5f6f_XLSaint Walpurga (Santa Valburga ou Valpurga)  (inglês antigo: Wealdburg; c. 710 – 25 de fevereiro de 777 ou 779) foi uma missionária anglo-saxã que atuou no Reino Franco. Foi canonizada cerca de 870 pelo Papa Adriano II.

Walpurga nasceu cerca de 710 no Reino de Wessex no condado de Devonshire , Inglaterra, em uma família aristocrática local. Ela era filha de St. Richard a Pilgrim , um dos underkings dos saxões ocidentais, e de Winna, irmã de St. Boniface , Apóstolo da Alemanha, e tinha dois irmãos, St. Willibald e St. Winibald .

A formação religiosa de Valpurga foi realizada num convento anglo-saxão. Seguindo o exemplo de seus irmãos, Valpurga partiu da Inglaterra na metade do século VIII e estabeleceu-se na Alemanha como missionária, numa época em que a cristianização do norte da Europa ainda não era completa.

Em 761, quando morre seu irmão Vunibaldo, que era abade do convento beneditino de Heidenheim, Valpurga assume o cargo de abadessa. A partir de então aquele passou a ser um convento duplo, com uma parte para homens o outro para mulheres, seguindo o modelo dos conventos anglo-saxões. Como resultado, ela é muitas vezes chamado o primeira autora feminina da Inglaterra e Alemanha. 

Walpurga morreu em 25 de fevereiro 777 ou 779 (os registros não são claros) e foi sepultada em Heidenheim; No calendário católico seu dia consagrado é o Primeiro de Maio, dta da sua canonização. Seus restos descansam na Abadia de Santa Valpurga em Eichstätt (Alemanha), mas parte de suas relíquias foram levadas a Colônia, Antuérpia e outros lugares. É a santa patrona da Antuérpia, Eichstätt e Groninga, entre outras localidades. É considerada protetora contra a raiva e tempestades pelos fiéis.

A representação mais antiga do Walpurga, no final do século 11 início Hitda Códice, feito em Colónia , descreve-a que guardara hastes estilizados de grãos. Em outras representações que o objeto foi chamado de um ramo de palmeira. O atributo de grãos tem sido interpretada como uma ocasião Walpurga passou a representar o conceito pagã mais antiga da  Grande Mãe . Camponeses formado sua réplica em uma zorra de milho na época da colheita e disse contos para explicar a presença de Valburga no maço de grãos. 

image2Walpurgisnacht

Além de ser assossiada a Grande Mãe, a data de festividade de Walpurga coincide com o Sabat de Beltane*, que é um grande festival para os pagãos, dando origem a Walpurgisnacht nome alemão para a noite de 30 de Abril. Assim chamado porque é a véspera do dia da festa de São Walpurga , também chamado Hexennacht (noite das bruxas), acredita-se ser a noite de um bruxas “reunião sobre o Brocken , o pico mais alto das montanhas Harz , uma série de colinas arborizadas em Alemanha central entre os rios Weser e do Elba. A ocorrência primeiro escrito conhecido da tradução Inglês “Noite de Walpurgis” é a partir do século 19. Variantes locais da Noite de Walpurgis são observados em toda a Europa.

 

 

Beltane*

1 de Maio (Hemisfério Norte) e 31 de Outubro (Hemisfério Sul).

Os poderes da luz e da nova vida agora dançam e movem-se através de toda a criação. A Roda continua a girar. A primavera dá lugar à primeira floração plena do Verão e os Pagãos celebram Beltane com a dança da fita, simbolizando o Sagrado Casamento entre Deusa e Deus.

BeltaneBeltain ou Bealtaine é um festival celta, ainda comemorada nos dias atuais, reconhecido nas comemorações da Festa da Primavera, mas que originalmente marcava o verão. Devemos, entretanto, deixar claro que há uma grande discrepância entre as comemorações contemporâneas (que primam a sensualidade humana) e a comemoração em tempos remotos (que tinham um enfoque maior na fertilidade da Terra). O Beltane é o mais alegre dos Festivais Celtas, onde os participantes dançam, e se alegram nas voltas da fogueira.

Oposto ao festival Samhain, o Beltane é um festival da fertilidade, simbolizando a união entre as energias masculina e feminina, a fertlidade da Terra e os fogos do Deus Celta Bellenos, e toda sua energia e luz.

Durante o Festival, eram acesas fogueiras nos topos dos montes e lugares considerados sagrados, sendo um ritual importante nas terras Celtas. E como tradição, as pessoas queimavam oferendas como, por exemplo, totens para que o poder do fogo fosse passado ao rebanho e, pulavam as fogueiras para que se enchessem das mesmas energias poderosas.

Representa o início do Verão e marca a morte do Inverno, sendo comemorado com danças e banquetes.

 

fontes

http://www.hexenrezepte.de/Walpurgisnacht.htm

de.wikipedia.org/wiki/Walburga

http://www.espiritualidadefeminina.com.br

 

Anúncios
Categories: Antiga Arte, Datas Festivas | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: